"Sinto-me envolvido numa vergonhosa cabala" — Pedro Guerra

O diretor de conteúdos da Benfica TV, Pedro Guerra, admitiu hoje que poderia ter trocado emails com o ex-árbitro de futebol Adão Mendes, embora afirme que não se lembra dos mesmos e que estes não configuram casos de corrupção.

"À época não tinha funções no Benfica. O Benfica anunciou que iria agir judicialmente, mas lamento que no banco dos réus não se sentem os verdadeiros autores morais, nomeadamente o senhor presidente do FC Porto", atirou Pedro Guerra, em declarações ao programa "Prolongamento", da TVI. Fui à procura, mas não encontrei nenhum email. Depois disse que "este caminho tem de ser travado" e lançou um apelo a Pedro Proença: "A minha esperança é que o presidente da Liga chame o presidente do FC Porto, que é o responsável por esta inventona, e o chame à razão".

"Sinto-me envolvido numa vergonhosa cabala".

Pedro Guerra, diretor de conteúdos da BTV e comentador afeto ao Benfica, defendeu, neste domingo, que as acusações de corrupção levantadas por Francisco J. Marques, diretor de Comunicação do F. C. Porto, não passam de uma "cabala".

Francisco J. Marques diz ter em sua posse e-mails trocados entre Pedro Guerra e o ex-árbitro de futebol Adão Mendes.

"Confirma-se que foi recebida uma denúncia anónima, através da plataforma do DCIAP, e a mesma foi encaminhada para o departamento do Ministério Público competente - o DIAP de Lisboa - com vista a instauração de inquérito", indicou o MP.

Recorde-se que a existência destes emails, que supostamente comprometem o Benfica e a relação com arbitragem, foi denunciada por Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto.

Edition: