Theresa May decapitada: a mais recente polémica do Charlie Hebdo

O jornal satírico Charlie Hebdo fez capa com uma ilustração da primeira-ministra britânica decapitada.

"Multiculturalismo à inglesa" é o título da publicação, que coloca um balão junto à boca de Theresa May com a afirmação "Demais é demais".

Líder do Partido Conservador, Theresa May busca nas eleições gerais desta quinta-feira (8) se manter no poder e aumentar sua base de apoio no Parlamento. Ela disse que "já basta" de terrorismo e afirmou que o Reino Unido foi demasiado tolerante com radicais.

Na mesma edição, ainda há outra charge polêmica, que retrata diversas pessoas correndo, uma delas segurando um copo de cerveja, perto do Big Ben, uma referência aos recentes atentados terroristas em Londres, reivindicado pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI). "Conselhos de emagrecimento do Daesh", lê-se na ilustração. No ano passado, o Charlie Hebdo publicou uma imagem retratando as vítimas da sequência de terremotos na Itália, que deixaram centenas de mortos, como pratos de massas.

No desenho, um homem ferido aparecia como macarrão ao molho de tomate.

O semanário foi atacado em janeiro de 2015, quando extremistas mataram 12 pessoas após um cartum ridicularizar o profeta Maomé.

Edition: