Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank deixam UFC por presença de Jair Bolsonaro

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank estavam com tudo combinado para irem às lutas de José Aldo e Vitor Belfort no UFC 212, no Rio de Janeiro, que aconteceu no sábado (3) mas desistiram de comparecer como forma de manifestação contra a presença do deputado federal Jair Bolsonaro no local. O casal de artistas afirma que ela se livrou de R$ 180 mil pagos por eles durante a negociação de um imóvel. A profissional era namorada de um amigo de infância de Bruno Gagliasso e, por isso, de acordo com o depoimento, o casal confiou na advogada. Os outros R$ 80 mil, através de uma transferência bancária.

Ela ainda prometeu ao dois que o retorno do investimento viria em seis meses. A assessoria de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank também não se manifestou por enquanto. "Na época, eles eram todos amigos e a Isabela ofereceu que eles investissem neste negócio juntando fundos. As informações começaram a ficar escassar após o término do namoro e depois ela sumiu", informou Mariana Zonenschein, advogada do casal, que prefere não divulgar o valor do cheque depositado enquanto as investigações estão em andamento. "Aí procuramos a polícia". Desta vez, o casal acusa a advogada Isabela Brito de golpe.

Edition: