Raptado em maternidade, Pedrinho advoga para Aécio Neves

Pedrinho foi alvo das notícias em 1986, quando foi raptado na maternidade em Brasília. O caso teve repercussão nacional quando, em 2002, o adolescente reencontrou os pais biológicos.

Pedro Júnior Rosalino Braule Pinto é um dos advogados do senador Aécio Neves. Roubado de uma maternidade em Brasília no dia em que nasceu, a vida do rapaz inspirou novela e virou até livro.

Formado em direito, o "doutor Pedrinho", está casado e tem um filho de 4 anos. Em 2004, o juiz Paulo Eduardo Nori Mortari, da Vara de Registros Públicos de Brasília, atendeu ao pedido de Pedrinho, cancelou o registro feito em Goiânia por Vilma Martins Costa e o menino passou a usar nome escolhido pelos pais biológicos. Roberta, no entanto, não voltou a morar com os pais biológicos e nem retomou o nome com o qual seria batizada. Batizado de Osvaldo Martins Borges, ele só descobriu a verdade - junto do país inteiro - em 2002.

Em 2003, Vilma foi presa e condenada a uma pena de 19 anos. Apesar do crime de Vilma, Pedro ainda mantém contato com sua família adotiva e com sua irmã Roberta Jamilly Borges, que também foi roubada de uma maternidade, e com amigos de Goiânia. Após cumprir cinco anos, em regime fechado, semiaberto e aberto, recebeu em 2008 a liberdade condicional. Em 16 de fevereiro de 2019 a pena dela termina. Senhora do Destino está em reprise na Globo. Na trama, assim como Vilma, a vilã Nazaré Tedesco, interpretada por Renata Sorrah, rouba a bebê Lindalva de Maria do Carmo (Susana Vieira), que durante quase toda história, luta para encontrar a filha. "Pelo visto, se tornou um grande advogado, porque tem um belo caso nas mãos".

Edition: