PR angolano regressou hoje a Luanda após tratamento médico em Espanha

O regresso do presidente coincidiu com entrevista do ministro angolano das Relações Exteriores, Georges Rebelo Chikoti, à rádio francesa RFI, na qual afirmou que o presidente José Eduardo dos Santos estava em Espanha por motivos de saúde, mas que "está bem".

"Não, não [estamos preocupados]".

"Está tudo bem. Mas sabe, na vida, isso acontece com todos nós em algum momento, não nos sentirmos totalmente bem. Está em Espanha mas quando estiver melhor voltará", disse Chikoti, acrescentando que o presidente de 74 anos - e há 38 no cargo - costuma fazer check-ups regulares em Espanha.

O governo angolano manteve sempre um secretismo absoluto em torno do estado de saúde do presidente angolano, e os rumores clínicos são raramente desmentidos, tais como José Eduardo dos Santos sofrer de um cancro na próstata, que terá levado o presidente a ser sujeito a vários tratamentos no Brasil e em Espanha, ou ter sido vítima de um AVC que o levou à recente hospitalização numa clínica em Barcelona. "Portanto, é normal que esteja lá".

Já a empresária Isabel dos Santos desmentiu a 13 de maio notícias sobre o agravamento do estado de saúde do pai, o Presidente angolano José Eduardo dos Santos.

Antes desta viagem, José Eduardo dos Santos convocou, por decreto presidencial de 25 de Abril, as eleições gerais em Angola para o dia 23 de agosto próximo, que servem para eleger, além dos deputados à Assembleia Nacional, também, por via indirecta, o novo chefe de Estado, eleição à qual já não concorre, após quase 37 anos no poder.

Na sequência dos rumores também o activista Luaty Beirão se manifestou, através da rede social Facebook.

Antes de Georges Chikoti se pronunciar sobre o estado de saúde do Presidente, a media estatal e outras entidades recusaram-se a fazer quaisquer comentários ou responder às questões dos angolanos sobre a razão da demora no regresso do Presidente a Angola. "(...) Rápidas melhoras senhor presidente", pode ler-se na publicação do activista. Também a UNITA veio a público pedir um esclarecimento oficial sobre a saúde do presidente. "Precisamos de sérias e claras explicações", acrescentou Agostinho dos Santos, um analista político próximo à oposição.

Edition: