Santos segura empate na Colômbia e mantém ponta na Libertadores

E para acabar de vez com os problemas e ganhar um pouco de tranquilidade, o alvinegro encara o Independiente Santa Fe, em Bogotá, na Colômbia, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Ele sofreu uma entorse ainda no primeiro tempo da partida contra a Macaca, lesão que resultou na cirurgia.

O Santos chegou aos cinco pontos e sustentou a primeira posição, sendo seguido de perto pelo próprio Independiente Santa Fe, com quatro. O goleiro santista Vanderlei pregou respeitou ao time de Bogotá, mas acredita que o Peixe conseguirá a vitória se manter o nível de atuação que teve contra a Ponte, no último dia 10.

O Santos respondeu dois minutos depois, em finalização perigosa de Renato, que foi para fora e assustou Castellanos. Irritado também ficou Jean Mota ao ser expulso de forma ingênua ao levar o segundo cartão amarelo por demorar na cobrança de falta logo na sequência, aos 34. Mas, aos 8, Ceter voltava à carga em chute de fora da área, rente à trave. Serão quatorze dias de intervalo no calendário, que permitirão ao técnico Dorival Júnior fazer testes para aprimorar a qualidade do futebol apresentado pela equipe. Segunda contratação mais cara do Peixe no ano, ele está atrás apenas do atacante Bruno Henrique, comprado por R$ 14 milhões do Wolfsburg, também da Alemanha. A equipe marcou bem, mas não conseguiu sair no contra-ataque e nem criou oportunidades de gol durante o jogo. "Se Deus me abençoar com um gol será melhor ainda", projetou o Jean Mota, neste domingo, em entrevista coletiva depois de treino realizado pela manhã. Após a expulsão, Copete investiu pela esquerda, dividiu com os zagueiros quase na pequena área e ficou perto de abrir o placar.

Laterais: Matheus Ribeiro e Victor Ferraz. Além disso, se segurou bem na defesa para evitar sustos em Vanderlei e garantir ao menos um ponto fora de casa em um embolado grupo da Libertadores. Meia de origem, Jean Mota deve atuar improvisado na função.

SANTA FE: Leandro Castellanos; Juan Daniel Roa, José Moya, Héctor Urrego e Daíron Mosquera; Yeison Gordillo, Baldomero Perlaza (Perez), Jonathan Gómez e Johan Arango (Plata); José Valencia (Damir Ceter) e Denis Straqualursi.

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Thiago Maia, Renato, Lucas Lima e Vitor Bueno (Leandro Donizete); Bruno Henrique (Yuri) e Ricardo Oliveira (Copete). Entretanto, o desgaste após uma viagem de 12 horas até Bogotá e a altitude de 2.640 metros não são as principais preocupações da delegação, que chegou na noite desta segunda-feira à cidade.

Edition: